sábado, 13 de julho de 2013

Zeitjung.de: Tokio Hotel é citado em um artigo sobre bandas alemãs no exterior


O site alemão zeitjung.de publicou um artigo sobre como os estrangeiros vêem a música alemã, e o sucesso que elas fazem fora de seu país. Confira um trecho do artigo, em que a banda Tokio Hotel é mencionada:

[...]

Conclusão

Como evitar que o turismo venha caindo em massa internacionalmente? Com um toque? Tivemos por muito tempo o Tokio Hotel, especialmente o líder Bill. Ele se transformou em um ícone fashion, incluindo um photoshoot de Lagerfeld e um trabalho para a Dsquared² em 2010. Em 2005, Bill, Tom, Gustav e Georg lançaram Durch den Monsun e os adolescentes ficaram fascinados com os rapazes, e invadiram os cursos de alemão por causa deles. 

Quando o álbum "Schrei" foi traduzido e lançado novamente no mercado chamado de "Scream", ficou na 39ª posição na Billboard dos EUA e no 6º lugar no Canadá. O "Schrei" original ganhou disco de ouro na França. Finalmente, em 2009, o terceiro álbum foi lançado em dois idiotas simultaneamente, o "Humanoid" - um desafio para o cantor Bill, como ele mesmo disse para a MTV: "É difícil cantar em inglês para mim, porque não é minha língua nativa. Eu realmente quero que soe natural". Então choveram prêmios de emissoras musicais na Itália, na França e na América Latina, envolvendo também um MTV Video Music Award; o trabalho valeu a pena. 

O "Humanoid", no entando, caiu após a segunda semana de venda para a 25ª posição nas paradas alemãs. O sucesso dos meninos em seu próprio país diminuiu. Quando Bill e Tom foram para Los Angeles, certamente não foi por causa de seus planos de terem mais aderência no mercado da música norte-americana. Bill falou no jornal Morgenpost sobre a perseguição em massa que era, naquele tempo, um "terror psicológico 24 horas".

[...]